Aprendendo a programar em perl – Primeiros Passos

Este post teve base o livro Programando com Perl. Não é objetivo deste post listar benefícios ou comparativos com outras linguagens, pessoalmente acho isso desnecessário, irei falar rapidamente da linguagem Perl e logo depois partirei para o objetivo principal que é aprender Perl, ou pelo menos os primeiros passos com a linguagem.

A linguagem perl é bastante utilizada para WEB, multiplataforma e bastante utilizada por aplicações que precisam de facilidade na manipulação de Strings, é conhecida por ser uma ótima linguagem para programadores preguiçosos pois bastante coisa já vem otimizada e organizada.

Aprender perl é bastante simples quando se entende as particularidades da linguagem, mas não é isso que veremos nesse post, vamos ao básico de toda linguagem, variáveis….

Tipos de variáveis

Existe 3 tipos de variáveis que você deve conhecer para aprender perl, são eles: Escalares, Array, e Hashes.

Escalares (scalars) – Representado por $, utilizado para armazenar números, textos curtos ou longos.

Exemplos:

$numero = 56549;

$nome = “Carlos”;

print “$numero\n”;

Array – O tipo array é representado pelo @. Utilizado para armazena um conjunto, uma lista de dados.

Seja números ou strings, em perl o índice dessa lista é iniciado em 0.

Exemplo: @meuArray = ( ‘nome’, ‘sobrenome’, ‘idade’ );

Caso deseje acessar o sobrenome do array acima, devera indicar a posição 1.

Na posição 0 está o nome, a posição 1 o sobrenome e a posição 2 armazena o campo idade.

Para imprimir o campo idade: print “@meuArray[2]”

Hashes – Representado pelo sinal %, é conhecido como tabelas ou dicionários, o hash é bem parecido com o array, porém seus índices são chaves que podem ser textos ou números.

Exemplo:

%meu_hash => ( nome => ‘Meu nome’, idade => ‘54’ );

print “$meu_hash{nome}\n”;

OBS: Para acessar o índice de array se usa [] e para o hash é utilizado {}.
Filehandle

Aprender Perl – Filehandle

A comunicação externa em perl é realizada basicamente através de 3 filehandle.

STDIN – É comunicação de entrada, por onde os dados vão ser recebidos. A entrada padrão é o teclado, mas pode ser modificada para receber dados de um determinado arquivo.

Código para Linux:

#!/usr/bin/perl

Print “Digite seu nome: \n”;
$nome = <STDIN>;
A função chomp foi criada para retirar o último caractere da string, isso nos ajuda no recebimento de dados, faça o teste sem utilizar a função e depois utilizando-a.

print “Digite um nome:\n”;

chomp (my $nome = <STDIN>);

#Fim do código

STDOUT – Saída padrão que normalmente é o monitor quando se está trabalhando com a linha de comando.

Exemplo de uma saída padrão:

print “A saída padrão utilizando STDOUT”

STDERR – Saída para erros que também normalmente é o monitor, mas pode ser facilmente redirecionado para um arquivo de log que registre os erros ocorridos.1

Exemplo para saída de errado:

print STDERR “Mensagem de erro”

Aprender Perl – Condições Lógicas

As condições lógicas é uma parte bastante importante para se aprender independente da linguagem.
Condição If – O if (se) é utilizado para verificar se uma sentença lógica é verdadeira ou falsa É como fazer uma pergunta ao computador, se a resposta for sim, o código X será executado, se for a resposta for não o código Y será executado (ou nenhum).

Exemplo:

if ( 3 < 5) {

print “3 é menor que 5\n”;

}

Condição While – O while (enquanto) repete o código enquanto a condição lógica for verdadeira.

Exemplo:

$x = 0;

while ( $x < 6 ) {

print “O número ainda é menor que 6. \n”;
$x = $x + 1; #Incrementa a variável X a cada loop.

}

Este foi o primeiro post aqui na unicobit sobre a linguagem Perl.
Comentem aqui embaixo e deixe sua opinião, é muito importante para nós.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Show Buttons
Hide Buttons